Google
 

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Villa-Lobos - Madona (1945), para orquestra

 
A presente gravação, raríssima, foi oferecida pelo compositor Harry Crowl (a quem muito agradeço), numa interpretação da Orquestra da Rádio Belga. Não sei quem é o regente. A gravação não está boa, mas dá claramente para notar que é uma obra muito interessante. Por isso resolvi postá-la aqui (esperando que algum regente passe por aqui e resolva tocá-la/gravá-la). Passo a passo caminhamos para conhecer a obra completa (não perdida) do Villa.

Madona (1945), para orquestra

Orquestra da Rádio Belga
Regente desconhecido

DOWNLOAD

5 comentários:

Nicols disse...

Cada jóia monumental que aparece aqui!Obrigado Harry Crowl!

G. Tadeu disse...

Bah, fantástico!
Baixando ansiosamente.

Vivelo disse...

Espero que apareça logo esse maestro. E que os herdeiros do Villa concordem com isso, parece que essas pessoas querem vê-lo esquecido.

пока disse...

Pois é, Vivelo, as coisas são difíceis, mas acho que estão melhorando. Muitas partituras importantes estão disponíveis no Projeto Digital da ABM/Museu Villa-Lobos, Madona inclusive. Hoje é só um ato de vontade interpretá-la, já que o acesso a um material de boa qualidade e revisado é facílimo. E vejo boas iniciativas aqui e ali. Temos hoje uma gravação decente do maestro Roberto Tibiriçá para o Mandú-Çarará, no Youtube já apareceu interpretação do Martírio dos Insetos com o Daniel Guedes, os Choros andam recebendo um pouco mais de atenção, e ontem me deparei com a informação de que a rádio holandesa está disponibilizando na internet concerto recente do Celso Antunes por lá em que foi interpretada a Vidapura: http://concertseries.radio4.nl/uitzending/5941/ , a peça começando no minuto 33 do programa (confesso que fiquei um pouco decepcionado com a peça, que é boa, bonita, bem feita, mas é o Villa que eu aguardava, falta aquela verve, aquela expressão intensa e decantada). Finalmente, fiquei sabendo que a Sonia Rubinsky vai interpretar a Suíte para piano e orquestra de 1913.

Enfim, certamente não é o paraíso, mas é um dos raros momentos em que vejo um mundo melhor, hehe.

Nicols disse...

O que me deixa triste ainda é o fato de uma parte consederável da obra de Villa estar nas mãos dos estadunidenses ou dos franceses,certo dia peguei uma partitura das Bachianas no 1,e adivinha de onde veio?Nova Yorke.
Mas felizmente as coisas estão mudando e Villa está sendo mais interpretado e com grande qualidade,

pensando clássicos Headline Animator

Orkut: Comunidade Música Brasileira de Concerto

Um espaço para todos os visitantes deste blog, onde poderemos trocar idéias para futuro do blog, discutir temas relativos à música brasileira e também nos conhecer.

Comunidade Música Brasileira de Concerto